Senegal: Economia gaga, mas sem previsão de queda

3 min
Stéphane Colliac
Stéphane Colliac Senior Economist for France and Africa

O PIB per capita do Senegal cresceu +17% entre 2013 e 2018. A estabilidade do crescimento foi excepcional de 2014 a 2017, com o período de expansão mais elevado e estável das últimas quatro décadas, com base na implementação do Plano Emergente do Senegal. No entanto, o crescimento diminuiu acentuadamente em 2018, tendo como pano de fundo o aumento dos preços do petróleo. Como resultado, o crescimento do PIB em 2018 (+4,5%) foi o mais fraco em comparação com os três anos anteriores. O setor manufatureiro foi particularmente atingido, com um desempenho de -0,8% a/a no terceiro trimestre de 2018. Entre outras conquistas, o desemprego dos jovens diminuiu constantemente nos últimos anos para apenas 5% da população. No entanto, o modelo ainda é vulnerável a uma mudança nas condições gerais, já que o déficit em conta corrente chega a -8% do PIB. Apesar dos progressos realizados, o Senegal ainda é uma economia de baixa renda. Seu PIB per capita representa apenas 7% do valor correspondente em uma economia avançada. Assim, choques de renda, como em 2018, têm consequências significativas na confiança do consumidor. Em 2019, esperamos que o crescimento do PIB acelere novamente para +6%.