Economia global: Está tudo muito abaixo

2 min
Stéphane Colliac
Stéphane Colliac Senior Economist for France and Africa

O crescimento do PIB mundial estacionou no segundo trimestre de 2019 a um nível estimado de +2,4% t/t em termos anualizados, marcando o terceiro trimestre seguido abaixo de +3% (uma sequência que não era vista desde 2015).O PMI de produção global de agosto indicou mais fraquezas no futuro, tornando mais provável que o terceiro trimestre seja o quarto trimestre consecutivo abaixo de +3% (primeira vez desde 2011).

O principal gatilho dessa fraqueza foi a recessão comercial de mercadorias globais (três trimestres consecutivos de fluxos comerciais decrescentes desde o quarto trimestre de 2018) e seu impacto profundo sobre o crescimento de importantes exportadores na Europa (Alemanha, Itália), Ásia (Coreia do Sul, Hong Kong, Singapura) e em outros lugares (por exemplo, México, Marrocos). Agora que os jogos comerciais entre os EUA e a China se tornaram uma rixa comercial com um nível mais alto de tarifas comerciais, será difícil evitar mais efeitos adversos sobre o crescimento.

Muitos indicadores baseados no mercado (por exemplo, rendimentos a longo prazo, razão entre os preços de cobre e ouro) sugerem um crescimento baixo nos próximos trimestres, com o potencial de prolongar a fadiga de crescimento para 2020, o que configuraria o período mais longo de crescimento abaixo de +3% desde 1991-1993.